Coleção de Autocolantes históricos

Os Autocolantes, pedaços de papel auto-aderentes de reduzidas dimensões, representaram no passado uma excelente e privilegiada forma de comunicação. A sua produção era barata, o que permitia que, com custos reduzidos, fosse possível produzir milhares de exemplares, posteriormente distribuídos pelos seus promotores.

No pós 25 de Abril, partidos políticos, associações de estudantes, organizações sindicais, movimentos sociais adotaram os autocolantes como veículo de propaganda das suas ideias, eventos e outras iniciativas.

 

 

Hoje, estes autocolantes adquirem uma importância social, possibilitam uma reflexão histórica acerca do passado, e abrem leitura sobre a forma como moldam o nosso presente.

São exemplo disso:

  • os autocolantes da CGTP-IN, na pós revolução, anunciando um importante congresso e  apelando à participação de todos os sindicatos. O que é hoje o movimento sindical em Portugal?
  • Os autocolantes da Aliança Democrática (AD), e as suas motivações políticas ideológicas. Faria sentido uma nova AD no presente?
  • Neste aproximar de mais um momento de eleições autárquicas (1 de outubro de 2017) é curioso revisitar alguns candidatos que, curiosamente, voltam aos palcos do combate político.
  • Os imensos exemplos de autocolantes acerca da Reforma Agrária e de que forma olhamos no presente para a agricultura no nosso país?
  • O desrespeito de tantas empresas e multinacionais no cumprimento do sábado à tarde como tempo de descanso e as analogias com a luta do "trabalhadores do Pão de Açúcar, pelo respeito da semana inglesa".
  • Manifestações e solidariedade com os trabalhadores da Siderurgia e Metalomecânica no passado, e a realidade do setor industrial no presente.
  • e tantos outros exemplos...

 

Estes pedaços de papel autocolante, são também a expressão de muitas das soluções gráficas mais ou menos dispendiosas utilizadas naquele tempo: autocolantes monocromáticos, tramas e erros de impressão que tornam alguns destes autocolantes em exemplares únicos, famílias tipográficas e outras tantas considerações técnicas que fazem também parte da nossa história coletiva.

 

Para trabalho futuro, impõe-se uma avaliação semântica desta coleção, bem como outras apreciações de carácter técnico e social.

 

Mais Esclarecimentos não hesite em contatar-me.

Pedro Brito 2017

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.

 

 info@pedrobrito.eu - +351 91 735 20 23

All works copyrights Please do not reproduce without the expressed written consent

 

 © Pedro Brito 2005 - 2018