Morna ma non troppo


No barlavento vive-se a embriaguez do “amor”, no sotavento as trapalhadas mediáticas.
Como todas as tragédias, o herói, mais tarde ou mais cedo morre, fruto da sua arrogância (húbris).

 

Sabe bem partilhar com os outros...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.