Descrição | Vídeos | "Making-off" | Outros

____________________________________________________________

A flor mecânica tem como habitat natural a costa atlântica, desde o norte de Portugal até ao norte de Espanha. habituada a temperaturas amenas típicas desta zona do globo. Pequenas folhas preenchem a sua forma ao longo de toda a planta. Bem no centro desta folhagem minúscula, surge uma haste erecta, encimada por uma flor única. A flor é constituída por oito pétalas com a estrutura a descoberto. Desta forma, permite que a flor se “defenda” dos ventos fortes, muito frequentes nestas paragens - Mais tempo de floração, mais oportunidade para a fecundação. O bolbo, de grandes dimensões tem uma dupla função: estabiliza a planta e fornece todos os nutrientes à planta. É também no interior do bolbo que se encontra o mais peculiar "mecanismo" da planta. Uma espécie de “motor”, responsável pela cinética das pétalas. Se dissecarmos o bolbo, deparamo-nos com um líquido alcalóide que se julga ser uma espécie de “lubrificante” do "coração" cinético da planta.

Eis algumas fotografias da "flor mecânica" no seu habitat natural:

 

____________________________________________________________

Descrição | Vídeos | "Making-off" | Outros